SOCIAL
To Top

Sala íntima volta a ser tendência nos projetos residenciais

Você já ouviu falar em sala íntima ou estar íntimo? O ambiente, que andava esquecido nos projetos arquitetônicos, voltou a ser tendência e tem ganhado um layout moderno, aconchegante e multiuso. De acordo com a arquiteta Isabela Rettore, o espaço geralmente fica na passagem para os quartos e é usado para a convivência familiar. “Lá é possível ver TV, conversar, ter um cantinho para leitura, home office ou até mesmo uma brinquedoteca”, destaca.

Apesar das residências estarem mais compactas, as pessoas têm procurado junto aos arquitetos uma forma de ter esse ambiente em casa. Um dos motivos é a rotina cada vez mais intensa e cansativa das pessoas. “Elas buscam nesse espaço uma atmosfera de relaxamento, aconchego, um verdadeiro refúgio”.

Ela conta ainda que algumas famílias, por exemplo, transformam o quarto de visitas ou do filho que não mora mais na casa em estar íntimo. “Não importa o local, e sim se o ambiente proporciona privacidade”.

Na hora de elaborar o projeto da sala íntima, a arquiteta explica que o primeiro passo é analisar o espaço livre que será transformado no novo cômodo, além do perfil e necessidades da família. “A sala íntima pode ser a sala de TV, onde as crianças têm liberdade para usar o sofá, ver filme, comer pipoca. Ou mesmo a sala de encontro da família, depois de um dia cansativo. Pode ser também o escritório da casa, com espaço para livros, fotos, mesa de computador. Ou um cantinho de leitura, com uma poltrona confortável e luminárias de pé ou direcionáveis, de forma que não haja sombras ou que ofusquem o leitor”, detalha. A dica da arquiteta é sempre optar por móveis planejados e projetar o espaço de modo que possa ser multiuso.

Como as necessidades dos moradores podem variar de pessoa para pessoa, é possível fazer uma projeto que contemple, por exemplo, uma sala de TV, mas que também tenha uma bancada para estudos. “A iluminação também pode ser projetada para atender as duas ocasiões, de forma que quando o morador quiser relaxar e assistir um filme, ele utilize as lâmpadas quentes e iluminação indireta. Quando ele for estudar, opte pelas lâmpadas frias ou luminárias direcionáveis”, acrescenta.

Para deixar o ambiente único e agradável a arquiteta sugere investir em revestimentos diferenciados ou papéis de parede, tapetes, cortinas, persianas, quadros e objetos de decoração. Além disso, os móveis de madeira natural e pisos amadeirados são os mais indicados, por proporcionarem uma atmosfera de aconchego.

 

Por Sabrina Beckler

Imagens: Divulgação

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Tendências

A Revista USE é uma publicação inédita no Brasil sobre o design intrínseco nas mais variadas peças do mobiliário, decoração e artigos de desejo que traduzem nossa relação com o mundo e tudo o que nos cerca.

Portal - No portal vocês poderão conferir notícias atualizadas diariamente sobre o mundo da decoração, suas inovações e tendências.

Revista - Com publicação quadrimestral, a revista impressa reúne o que há de mais inusitado do mundo do design com distribuição em todo Brasil, tem duas versões: impressa e digital.

Revista USE. 2017 - Todos os direitos reservados.