SOCIAL
To Top

Pensando em usar papel de parede em casa? Confira dicas para não errar na escolha e na aplicação

Engana-se quem pensa que os papeis de parede são todos iguais; fique atento às especificidades para que o produto não perca a beleza

Com texturas, liso, em cores vibrantes, nudes, acabamentos metalizados ou até mesmo reproduzindo pedras naturais, os papeis de parede hoje não se restringem e agradam diversos públicos. Separamos algumas dicas importantes para que não haja erro e sua parede fique perfeita, da maneira que imaginou!

Os papeis de parede se dividem por tipos de base e acabamentos. São três diferentes bases: non-woven (TNT – tecido não tecido), papel (simples ou duplex), e sintética. Confira as dicas da empresária Mariana Gaião, proprietária da StilHaus Studio, marca especializada em papéis de parede, em Curitiba.

Papel de parede com base de papel e acabamento vinilizado.

Non-woven

A base é composta parte de poliéster, parte de celulose. O poliéster facilita imensamente a aplicação que, se bem feita, torna as emendas invisíveis. Sobre a base, podem-se ter diversos acabamentos, dentre eles o metalizado, vinilizado, têxtil, metálico, natural e o mais famoso: o vinílico. Eles possuem uma camada superior de PVC – aqui vale lembrar que todos os produtos JVN, mesmo com PVC, são permeáveis, ou seja, não causam nenhum dano à parede ou à saúde – o que os torna resistentes à limpeza e também a certo grau de umidade. O acabamento têxtil é um dos preferidos. “Luxuosos e elegantes, trazem aconchego e não desbotam em contato com a luz solar”, explica Mariana.

Papel de parede com base de TNT e acabamento vinílico.

Todos os papéis de base TNT se desprendem totalmente da parede, podendo ser reutilizados por até três vezes em outros cômodos, quando instalados da forma correta, claro. Outro benefício é que não propagam fogo nem geram fumaça ou resíduos tóxicos. Ainda com base em TNT, os papéis da coleção Ap Pigment são papeis de parede pintáveis que podem receber até três camadas de tinta, na frente ou atrás, para um ambiente totalmente personalizado e único!

Papel

Papel de parede com base de papel e acabamento vinilizado.

A base papel é composta 100% de celulose e sobre ela, é possível encontrar diversos acabamentos, inclusive o mesmo “vinílico” que também podem estar sobre as demais bases. Os papéis têm a possibilidade de ser estampados ou lisos, disponíveis em tamanhos e gramaturas diversas. “São produtos delicados, portanto requerem o dobro de cuidado na aplicação. O aplicador precisa realmente ter um conhecimento técnico adequado para que a aplicação fique perfeita”, detalha a especialista.

Sintética

Papel de parede da linha Hudson – JVN.

Geralmente são mais pesados e resistentes que outros revestimentos de parede, ideais para hotéis e ambientes de grande circulação, que requerem limpeza e manutenção constante, pois podem ser limpos com álcool e possuem proteção antibacteriana e antifúngica. Além disso, são extremamente resistentes ao impacto, ou seja, não rasgam ou não danificam com facilidade, como em hotéis, onde as malas dos hóspedes batem nas paredes com frequência. Podem ser aplicados em ambiente úmidos, desde que as regras de aplicação sejam seguidas.

Revestimentos de acabamento metalizado

Linha Boho Love – base TNT e acabamento metalizado.

Podendo ter a base de papel ou TNT, esse tipo de papel está em alta e traz modernidade e brilho aos ambientes. Para eles, a cola deve obrigatoriamente ser sintética, e o acabamento metalizado não deve entrar em contato com umidade. “Não é recomendável para ambientes úmidos, pois podem oxidar, o que modificaria seu aspecto e cor. Outra dica é retirar anéis, relógios e outros acessórios na hora da aplicação, para não causar riscos”, conta.

Confira outras dicas para garantir a durabilidade do seu papel desde a aplicação:

1- Observe o pH da parede antes de aplicar o papel – o pH ideal para a aplicação é 7. Construções novas geralmente possuem um índice maior. É preciso esperar cerca de três meses antes da aplicação, para que não cause manchas.

2- Ventilação – os papeis de parede não causam bolor, caso haja indícios de umidade na parede, é preciso tratá-los antes de aplicar o papel. Outra medida fundamental é favorecer a ventilação do cômodo por pelo menos 30 minutos por dia.

3- Cola específica – para instalar os revestimentos com base de papel, a cola é passada no papel, aguardando quatro minutos de descanso para que o papel expanda e retraia. Já nos revestimentos de base TNT, a cola deve ser aplicada na parede somente. Nunca use cola branca, pois ela amarela nas emendas e impede a “respiração” da parede, já que forma uma camada plástica entre o papel e a superfície. A quantidade de cola deve ser precisa: nem mais, nem menos, pois ambos os casos podem causar danos ao papel de parede.

4- Inversão – geralmente os papeis lisos precisam ser invertidos na altura, assim como alguns com desenho. “Nem sempre este símbolo de inversão está indicado nas emendas, mas nós entendemos que a experiência e o conhecimento técnico do instalador devem ser levados em conta. Todos que fazem o curso de aplicação na JVN são orientados sobre estes pontos”, comenta Mariana.

5- Paredes – é preciso tirar o prumo de todas as alturas para que o revestimento não fique “torto”. As paredes com imperfeições e ondulações muito acentuadas devem ser corrigidas antes da aplicação.

6- Aplicar papel de parede requer conhecimento técnico e responsabilidade – cada base e cada acabamento são instalados de uma forma, portanto conhecer cada um deles é essencial. A escolha da cola também é muito importante. Se o aplicador usar a cola errada, o acabamento final não ficará perfeito e o cliente não ficará feliz. “Todos os cuidados são indispensáveis, desde a escolha do produto correto para o fim que se deseja até a instalação impecável como nós gostamos de ver”, finaliza Mariana.

 

 

 

Por Dayane Saleh – Prime Comunicação

Imagem: Divulgação

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Decoração

A Revista USE é uma publicação inédita no Brasil sobre o design intrínseco nas mais variadas peças do mobiliário, decoração e artigos de desejo que traduzem nossa relação com o mundo e tudo o que nos cerca.

Portal - No portal vocês poderão conferir notícias atualizadas diariamente sobre o mundo da decoração, suas inovações e tendências.

Revista - Com publicação quadrimestral, a revista impressa reúne o que há de mais inusitado do mundo do design com distribuição em todo Brasil, tem duas versões: impressa e digital.

Revista USE. 2017 - Todos os direitos reservados.