SOCIAL
To Top

O ESSENCIAL PARA MORAR BEM

Nova edição da tradicional Mostra Artefacto reúne grandes nomes da arquitetura em ambientes que abordam tudo aquilo que é Essencial na vida contemporânea. Coleção Edition 2020 assinada por Patricia Anastassiadis busca inspiração nas formas naturais e no próprio ser humano

Foi valorizando o fatto a mano, principal característica do DNA da Artefacto, há quase 45 anos, que a marca se tornou referência em mobília de alto padrão. Agora a Artefacto dá outro passo importante apresentando a terceira geração da família Bacchi. “Meus filhos estão sendo preparados assim como fui preparado pelo avô deles, o Albino Bacchi. Cresci na indústria, passei por todos os processos, convivi de perto com grandes arquitetos que escreveram capítulos importantes dos interiores no Brasil confiando na nossa marca, para depois montar a operação lá na América do Norte – hoje a Artefacto é líder de mobília no sul dos Estados Unidos. Formados pela Universidade de Miami, cada qual com suas características e qualidades específicas, eles entram de forma permanente: Pietro na área de Vendas e Marketing; Bruno tocando Logística e Investimentos”, explica Paulo Bacchi. “Convidamos você a vivenciar a coleção Artefacto Edition 2020, que mais uma vez prestigia a integridade do desenho em móveis 100% patenteados. Essenciais também são nossos parceiros em mais uma edição da mostra Artefacto, evento que há algum tempo já foi absorvido pelo calendário das exposições de decor mais importantes do País. Muito mais do que furniture, a Artefacto representa mesmo um estilo de vida cool, confortável e elegante”, conclui o CEO.

MOSTRA ARTEFACTO HADDOCK LOBO 2020

Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli
@negrellieteixeira

Filha de um proprietário de construtora, a arquiteta Fernanda Negrelli deu seguimento à carreira familiar ao se graduar na Faculdade Belas Artes. Sua sócia, Andrea Teixeira, que desde menina esboçava croquis sobre o papel, se enveredou pela Administração antes de se lançar na Arquitetura via Mackenzie. No ar desde 2005, do QG da dupla brotam layouts com volumetrias interessantes + elementos naturais como rochas, palhas e linhos. “O essencial é ter a casa funcional e linda. Um ambiente aconchegante, charmoso e sustentável que convide para o uso e convívio. Temos que entender que cada cliente tem um estilo de vida, suas rotinas e hábitos, mas o conforto e a praticidade estão sempre conectados à elegância e à beleza do nosso trabalho”. Pela terceira vez, elas integram o dream team da Mostra Artefacto com um espaço super elegante conectado ao jardim no rooftop – com destaque para a mesa Moon, o sofá Plein e o banco Pure.

Bruno Carvalho
@bruno_carvalho

Autodidata, o designer de interiores Bruno Carvalho, natural de Vitória, há mais de duas décadas se dedica com total disciplina e foco aos segmentos de design, visual merchandising e arquitetura. Baseado em São Paulo, o profissional consolidou sua assinatura estética clássico-disruptiva ao mesclar com seu savoir-faire singular os gêneros masculino + feminino, enaltecendo a fluidez das linhas orgânicas. Para chancelar sua terceira incursão na Mostra Artefacto, o enfant terrible elaborou um living completo de jantar + hall com mesa-bar. “Essencial é o conforto, a beleza aos olhos, o bemestar. É viver em paz e feliz com o que você faz. Nessa atmosfera, tudo se multiplica para melhor”, ensina. O espaço tem produção conceituada pelo próprio dono do pedaço a fim de destacar o mobiliário da Artefacto – caso da mesa de jantar Lake, do módulo Maddox e da poltrona Ricci.

Carlos Rossi
@carlosrossiarquitetura

As brincadeiras com Lego ainda na infância despertaram o lado criativo de Carlos Rossi para o métier. O arquiteto paulistano atua desde o final dos anos 1990 em projetos corporativos e residenciais no Brasil – e pelo mundo. “O essencial é tentar entender o que o cliente almeja, realizar os sonhos e as necessidades, propor o equilíbrio dentro da experiência. Essencial na arquitetura é uma atmosfera positiva e aprazível”, resume. Em mais uma de suas participações marcantes na Mostra Artefacto, Rossi confabulou um amplo living envelopado por marcenaria orgânica, que foge de formas engessadas em busca de novos horizontes. O ponto fora da curva fica por conta dos móveis Artefacto – a exemplo do módulo Escape e da mesa de jantar Halston, executados sob medida para a cena-chic by Carlos Rossi.

Chris Hamoui
@chris_hamoui

Nome que figura entre os mais prestigiados do high décor, a paulistana Chris Hamoui está na área desde quando frequentava a Escola Panamericana de Artes. Antes de obter o diploma em Design de Interiores pela Belas Artes, Chris já tocava escritório próprio, a partir de onde, há mais de 20 anos, confabula moradas inspiradoras e com leitura decorativa singular, seja em solo nacional ou na gringa: Venezuela, Colômbia, Houston, Miami e Nova York. Para celebrar a sua décima-quinta participação na Mostra Artefacto, Hamoui assinou um living integrado ao jantar de bases contemporâneas e cores sóbrias. O cenário chic evidencia as poltronas Carrie, a mesa Jud e o módulo Maddox. “O essencial para mim é o bem-estar – e a felicidade que vem como consequência. É aquele sentimento que o meu cliente tem ao entrar na casa com a certeza que o lugar lhe pertence”, finaliza.

Debora Aguiar
@deboraaguiararquiteta

Uma das profissionais mais reverenciadas/referenciadas do curto-circuito high-decor, a arquiteta Debora Aguiar atua desde a época em que esquentava os bancos do Mackenzie. Lá se vão mais de 25 anos entre residenciais e corporativos no Brasil e também na Europa, África, América Latina e, sobretudo, nos Estados Unidos. O sucesso a posicionou como a arquiteta brasileira mais procurada nas pesquisas do Google. Debora sabe o que é essencial: “Busco a harmonia. Tanto em casa como no trabalho, nos meus projetos e no lifestyle dos clientes, a natureza é essencial”. Um living com jantar + biblioteca, inspirados em Gio Ponti, marca mais uma participação de Debora na Mostra Artefacto. Desta vez, seu ambiente vem pontilhado por kokedamas e destaca a estante Maurice, as mesas Boyer e o sofá Coquille – móveis hors concours do acervo Artefacto.

Deborah Roig
@deborahroig8

A arquiteta Deborah Roig estudou na Faap e na Universidade de Barcelona, mas, antes disso, ainda adolescente, um de seus hobbies prediletos era revirar o layout dos móveis dentro de casa. Há mais de 25 anos, a paulistana chancela projetos conectados, marcados por uma linguagem atemporal, em condomínios luxuosos do norte ao sul do Brasil, e também no exterior, em destinos como Nova York e Miami. O bem-estar é a premissa mais marcante em sua linguagem. “Chegar em casa é o ato de se sentir acolhido com prazer, de olhar e admirar cada cantinho que te faz ter saudade da morada”, revela a profissional partidária de ambientes sem ostentações, mas com estilo bem sublinhado. Nesta edição da Mostra Artefacto, Deborah Roig assina a composição com living, jantar, gourmet/adega e suíte máster, onde brilham as mesas Ginza, Louise e o buffet Laos – móveis ponta de lança da Artefacto.

Denise Barretto
@barrettodenise

Durante a infância, Denise Barretto morou num edifício que foi premiado na Bienal de Arquitetura, com paisagismo do concretista Waldemar Cordeiro – o prédio era reduto da fina-flor da turma das artes/arquitetura. A trilha foi natural para ela, que aos 12 anos já tinha certeza da profissão. Antes de engatar carreira solo, foi sócia por 11 anos no escritório de Carlos Bratke. “Essencial é achar o ponto de equilíbrio entre o meu modo de pensar, o espaço e o lifestyle, sempre respeitando as diferenças dos clientes”, ensina. Nesta Mostra Artefacto, Barretto valida seu ambiente com elementos da arquitetura paulistana original dos anos 60 – um cobogó elaborado em madeira estabelece diálogo com a fina edição de peças da Artefacto, a exemplo das mesas Niki, do sofá Memory e do aparador Marc.

Erika Queiroz
@erikaqueirozarquitetos

Nascida numa família de médicos, a mineira Erika Queiroz trocou o bisturi pelo compasso. Há quase dez anos, a arquiteta mantém seu escritório em Cuiabá, no Mato Grosso, a partir de onde viabiliza layouts elaborados com marcenaria precisa e paleta neutra que enaltece as muitas tonalidades do matiz greige. “O meu cliente merece exclusividade”, sintetiza. Um grande living com jantar integrado à adega e à suíte é a aposta dela nesta edição da Mostra Artefacto. ”Essencial é o amor da família e dos amigos. Neste espaço, a integração potencializa o despertar dos sentidos e a vontade de estar ali”, explica. Um painel estofado com recortes autorais que remetem ao céu noturno estrelado, bem como a ergonomia do ambiente, estabelecem o mood espacial. A fina flor da movelaria Artefacto embarca também na cena: destaque para a coluna de jantar Alderaan, a cadeira Jackie e a mesa de centro Modi.

Fabio Morozini
@fabiomorozini

Nascido em família de construtores, o arquiteto, designer e decorador Fabio Morozini desde jovem frequentou canteiros de obras. Autor de projetos espalhados por São Paulo, Rio de Janeiro, Cuiabá e Estados Unidos, o paulistano, partidário de layouts integrados luxuosos e arrematados por obras de arte expressivas, em 2020 comemora 25 anos de carreira. “O essencial é sempre o conforto. É estar rodeado de arte boa, flores, tecidos nobres, muita luz natural. É também saber dosar o todo”. Nesta edição da Mostra Artefacto, ele apresenta um ambiente dividido entre hall, living com iluminação zenital + espelho d’água, sala de jantar e suíte máster. “Uma moldura de espelhos voou do meu projeto com a Artefacto no One Thousand Museum, prédio da Zaha Hadid em Miami, para compor este espaço em São Paulo”, revela Morozini, que também selecionou móveis imbatíveis como a mesa Lena e o módulo Escape.

Patricia Penna
@patricia_penna_arquitetura

Nascida em São Paulo, a arquiteta Patricia Penna chegou a cursar Administração na FGV – mas isso foi antes de se jogar na carreira que, de fato, a consagraria. “Uma reforma na casa de meus pais despertou o interesse pela área”, relembra Patricia, que cursou também Design de Interiores na Escola Panamericana. Atuante há mais de 20 anos em projetos residenciais e corporativos, a profissional tem como princípio atender a demanda do cliente a fim de converter sonhos em realidade. Segundo ela, “o essencial é a convivência em família, a paz de estar num lugar chamado de lar, rodeada de livros e em contato com a natureza”. Para celebrar sua décima participação na Mostra Artefacto, Penna entrega um loft com living, jantar, quarto e sala de leitura, em que remixa texturas como o mármore e a madeira de Pau-ferro. O módulo Kubrick, o sofá Jaen e a mesa Petal são as cerejas do bolo.

Rogério e Eleonora Perez
@rogerioperezarquitetura

Formado pela universidade Mackenzie, o arquiteto Rogério Perez há 30 anos assina projetos no litoral e interior de todo o Brasil, além de também cravar suas pranchetas fora do país em destinos como Estados Unidos e África do Sul. Da série “filho de peixe, peixinha é”, Eleonora Perez seguiu os passos do pai, estudou na Belas Artes e, desde 2015, abraçou a área de Design de Interiores a fim de injetar novo fôlego ao escritório. “O essencial são as necessidades. É também felicidade, harmonia e satisfação”, revelam. Um loft integrado marca a estreia do duo na Mostra Artefacto – Rogério, em sua carreira solo anterior, já havia se estabelecido como veterano neste venue. O banco Vivika, as mesas componíveis Brass e a cabeceira Piet são alguns dos highlights Artefacto que conectam e otimizam os layouts criados por pai + filha em total harmonia.

ARTEFACTO EDITION 2020

Composta por 20 peças, a Edition 2020, tradicional coleção anual da Artefacto, abarca como uma evolução da narrativa adotada nas linhas anteriores, em total sintonia com as formas já propostas, rechaçando efemérides e buscando uma ocupação mais emocional do espaço e mais racional do tempo. “Sigo dialogando com os móveis criados nas últimas edições, reforçando o compromisso com a intemporalidade das peças e o propósito em desenvolver produtos de design que rompam com a sua linha cronológica sem perder a relevância estética e a funcionalidade”, explica Patricia Anastassiadis, uma das arquitetas mais incensadas do País, com alta reverberação internacional. Há seis anos como consultora/designer da marca, esta é a terceira coleção autoral de Anastassiadis e propõe, por meio de três moods distintos, uma relação de maior proximidade entre o indivíduo e o seu habitat, nos mais diversos contextos, seja por meio do habitáculo em si, seja pelo ecossistema em que está inserido, seja por meio da sabedoria milenar. As formas elementares constituem um dos pontos de partida de seu traçado. “O ângulo reto é uma invenção humana, não existe na natureza. Por isso buscamos uma relação mais direta com o corpo, a curvatura da anatomia, o que proporciona uma maior relação de afeto”. O conceito se materializa no mobiliário sem nenhuma pretensão, já que a ergonomia determina a forma e nunca o contrário: são jogos de preenchidos e vazios, modularidades, o silêncio, o intervalo, a beleza da leveza, o contraponto. Da filosofia taoista do YinYang (forças fundamentais opostas), à sinestesia que aciona lembranças, cheiros, sabores, toques plurais. “Estamos vivendo uma época de encontros muito antagônicos entre si e isso é muito positivo. A arquitetura vernacular finalmente se alinhando com a arquitetura contemporânea; a arte contemporânea interagindo com a arte popular; um novo olhar sobre o ancestral. Nos últimos anos, com a globalização, perdemos um pouco das raízes, das referências locais, essenciais. Esse resgate da cultura e da identidade são vitais”, finaliza Patricia, que olha para os tamancos japoneses com o  mesmo entusiasmo com o qual vislumbra as esculturas do franco-alemão Jean Arp, a arte não-erudita brasileira ou a arrebentação do mar bravo sobre as pedras. E enxerga longe.

MOODS ARTEFACTO EDITION 2020

Quando convidou Patricia Anastassiadis para assumir a direção de criação dos produtos, seis anos atrás, Paulo Bacchi, herdeiro e CEO da Artefacto, sabia bem o que queria. Àquela altura, a marca já contava mais de quatro décadas como sinônimo de excelência no mercado nacional, com um público fiel tanto final, quanto de especificadores, incluindo as grandes estrelas da arquitetura desta e de outras terras. De Miami, Bacchi já tratara também de posicionar o brand como líder de mobília outdoor no sul dos Estados Unidos. “Os tempos mudam cada vez mais rápido e a Artefacto, com o compromisso de se manter atualizada para superar as expectativas dos nossos clientes e amigos, continua apostando na evolução da tradição. Para isso, interpretar a casa contemporânea e os novos hábitos de consumo, assim como fazer um uso mais racional dos recursos ambientais em cada etapa do processo de construção de uma peça, é tão fundamental quanto a valorização do fatto a mano, principal característica do DNA Artefacto, que aposta alto na integridade do desenho e no respeito aos designers com produtos totalmente patenteados”, conta Bacchi. “Nosso grande diferencial é o modelo de gestão em 3 camadas: Análise/Gerencial/Operacional, o que torna a empresa ágil e revolucionária o tempo todo”, finaliza o Gestor Pedro Torres.

Nesta terceira coleção absolutamente autoral desenvolvida para a Artefacto, Patricia Anastassiadis preserva e avança com o diálogo estabelecido entre suas criações anteriores para a marca, sublinhando a intemporalidade do raciocínio construtivo para dar à luz móveis que orbitam muito além do mero entendimento entre formas/funções. Traduzimos os moods que norteiam o gesto criativo da arquiteta e designer e transbordam conceitualmente sobre as peças por meio de texturas, cores, shapes e, essencialmente, fatores humanos.

JAPAN-NESS

Simplicidade, elegância, leveza e conforto. Esse mood resgata a potência do design por meio dos traços limpos e das linhas retas, puras, acionando fundamentos sobre essencialidade/elementaridade que embasam o minimalismo japonês, cujas estruturas se sustentam sobre a dinâmica poética entre vazios e preenchidos – o espaço ocupado e o espaço livre de ocupação. Modularidade, movimento, Yin-Yang, complementaridade.

ARP

Colhido direto na fonte do Abstracionismo alemão do século 20, é uma homenagem ao artista Jean Arp, reconhecido pela organicidade das formas e padronagens livres, soltas, pluriformes. A ergonomia e a funcionalidade são atingidas por meio de um complexo estudo de relevos escultóricos, geometrias desconstruídas, luzes e sombras. A volumetria hiperbolizada do corpo humano tão característica das esculturas e pinturas de Jean Arp se desdobra em peças acolhedoras, humanizadas. Ângulos imponderáveis transportam o imaginário coletivo para o mundo natural limpo das artificialidades da civilização industrializada.

FOOD FOR THOUGHT

A busca por uma reconexão entre o ser humano e suas origens ancestrais lidera esse mood que, traduzido, significa “alimento para a mente”. A nutrição do corpo, seminal para a preservação/evolução de toda espécie, transborda para o cérebro – a gente não quer só comida: a gente quer comida, diversão e arte. Um mood que ativa o campo sensorial humano com uma intensidade avassaladora ao provocar o pensamento a desbravar limiares antes inimagináveis, porém intuitivos e indissociáveis de quem somos. Forma, função, emoção. A mesa de apoio Toffee desperta o desejo imediato da visão, que aciona o paladar provocando todos os outros sentidos na mesma direção.

SERVIÇO

Artefacto

Rua Haddock Lobo, 1405

Funcionamento da loja: segunda a sexta, das 10:00 às 19:00. Sábados, das 10:00 às 18:00

@artefactooficialbrasil

#Artefacto2020

#MostraArtefacto

#MostraArtefacto2020

#ArtefactoEdition

#ArtefactoEdition2020

 

 

 

 

 

Por Priscila Morrone

Imagens: Raphael Briest / Marco Antonio

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Arquitetura

A Revista USE é uma publicação inédita no Brasil sobre o design intrínseco nas mais variadas peças do mobiliário, decoração e artigos de desejo que traduzem nossa relação com o mundo e tudo o que nos cerca.

Portal - No portal vocês poderão conferir notícias atualizadas diariamente sobre o mundo da decoração, suas inovações e tendências.

Revista - Com publicação quadrimestral, a revista impressa reúne o que há de mais inusitado do mundo do design com distribuição em todo Brasil, tem duas versões: impressa e digital.

Revista USE. 2017 - Todos os direitos reservados.