SOCIAL
To Top

O artista J.Carlos, que influenciou o design gráfico no Brasil, ganha exposição inédita com tour virtual 3D e live com curador Rafael Peixoto

Danielian Galeria, Gávea, Rio de Janeiro

Abertura: 8 de agosto de 2020, às 17h

https://www.danielian.com.br/

Live com o curador Rafael Peixoto, na página da galeria no Instagram:  https://www.instagram.com/danielian_galeria/

A Danielian Galeria vai inaugurar no próximo dia 8 de agosto, com um tour virtual em 3D, em seu site, e uma live em sua página no Instagram, a exposição “J.Carlos – Além do Tempo”, com 84 desenhos do grande artista, em um conjunto inédito para o público, reunido pelo curador Rafael Peixoto.

Dividida em cinco segmentos – “As capas”, “A política”, “A sociedade”, “A revista” e “Les femmes” – a exposição está montada na galeria, sediada em uma casa de dois andares na Gávea, ainda fechada ao público até que haja segurança diante da pandemia.

Junto com o tour virtual, estará disponível gratuitamente no site da galeria o PDF do belo livro-catálogo da exposição, de 80 páginas, com todas as imagens e textos de Rafael Peixoto, explicativos de cada segmento.

“Além do tempo” cobre o período de 48 anos da produção de J. Carlos (1884-1950), como ficou conhecido José Carlos de Brito e Cunha, carioca de Botafogo, que viveu grande parte de sua vida no bairro da Gávea.

Para selecionar as obras da exposição, Rafael Peixoto mergulhou nas 300 obras do acervo que pertenceu a Carlos Alberto de Brito e Cunha, neto do artista. “J. Carlos atuou como um cronista visual, traçando os jogos políticos, as dicotomias sociais, e as nuances dos primeiros 50 anos de república no Brasil, temperados por um senso de humor ácido, debochado e crítico”, conta o curador. O projeto desta exposição foi idealizado há dez anos, e ao longo deste período as obras foram restauradas, e podem ser vistas agora, ainda que virtualmente, neste momento.

Ele destaca que “a periodicidade na publicação das revistas possibilitou que o conjunto da obra de J. Carlos traçasse um panorama sobre as questões inerentes ao cenário vivido entre as duas grandes guerras mundiais. Nelas, fica clara a sua posição antifascista”.

“A revisitação de sua obra não se limita tão somente ao aspecto histórico, como também permite ampliar o olhar sobre a qualidade formal, estética e poética de sua produção. A liberdade criativa, impressa na fluidez precisa de suas linhas, instiga a repensar seu lugar no cenário artístico brasileiro, assim como na formação de um imaginário nacional que supera os limites do tempo”, destaca o curador.

“A amplitude da obra de J. Carlos ultrapassa as fronteiras temporais de sua época”, afirma Rafael Peixoto. “Sua presença transformou o ambiente das publicações de periódicos no Brasil de modo definitivo, ao incorporar uma visão ampla da revista como um produto estético em si”, diz.

MULHERES, LIBERTAÇÃO E MODA

Suas charges e tirinhas revelam a dicotomia experimentada pela mulher na sociedade daquela época: “A busca por independência dos padrões patriarcais em choque com uma visão sexualizada da figura feminina, que ainda hoje atravessa as nossas estruturas”, comenta o curador. A icônica figura da melindrosa na obra de J. Carlos “ao mesmo tempo em que insinua malícia e sensualidade também sugere uma libertação moral vanguardista em sua época”.

Rafael Peixoto conta ainda que o artista “influenciou a estética e a moda”. “Seus desenhos sintéticos, por vezes, inspiraram a confecção de roupas para a classe burguesa sedenta por novas tendências”.

Além de arguto observador do cenário político e do comportamento da sociedade brasileira, J. Carlos influenciou o design gráfico no Brasil. “Como diretor artístico, criou identidades visuais, e no âmbito da diagramação propunha soluções e recursos que ainda hoje surpreendem por seu caráter arrojado e dinâmico”, destaca o curador. Ele criou tipologias, vinhetas e recursos estéticos, “trazendo para a área do design gráfico um pensamento amplo e global”.

A GALERIA DIANTE DA PANDEMIA

Ludwig Danielian, um dos sócios da galeria, diz que este ano os vernissages “estão todos suspensos”. Entretanto, a galeria está “trabalhando com a possibilidade de em futuro próximo abrir por agendamento para colecionadores e interessados, por telefone ou e-mail, de modo a que haja um tempo seguro entre uma visita e a seguinte, para as pessoas não se encontrarem”. “É claro que será exigido o uso de máscaras, e disponibilizaremos álcool gel”, ressalta.  “Em um segundo momento, quando tivermos maior segurança sanitária, que não temos agora como precisar a data, porque ainda é muito imprevisível, começaremos a abrir ao público, com restrição de quantidade por hora e metro quadrado”, avalia.

SERVIÇO: exposição “J.Carlos – Além do Tempo”

Danielian Galeria, Gávea, Rio de Janeiro

Abertura: 8 de agosto de 2020, às 17h

https://www.danielian.com.br/

Live com o curador Rafael Peixoto, na página da galeria no Instagram:  https://www.instagram.com/danielian_galeria/

Rua Major Rubens Vaz, 414, Gávea, Rio de Janeiro, CEP 22470-070 – Fechada temporariamente ao público.

Contatos:

Telefone: +5521.2522.4796

Email contato@danielian.com.br

 

 

Por CWeA Comunicação

Imagem: Divulgação

 

 

 

Envie informações, fotos, vídeos, novidades, lançamentos, denúncias e reclamações para a equipe do Grupo Multi pelo WhatsApp 11 9 9511.5824 ou entre em contato pelo (11) 3675.4114

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Acontece

A Revista USE é uma publicação inédita no Brasil sobre o design intrínseco nas mais variadas peças do mobiliário, decoração e artigos de desejo que traduzem nossa relação com o mundo e tudo o que nos cerca.

Portal - No portal vocês poderão conferir notícias atualizadas diariamente sobre o mundo da decoração, suas inovações e tendências.

Revista - Com publicação quadrimestral, a revista impressa reúne o que há de mais inusitado do mundo do design com distribuição em todo Brasil, tem duas versões: impressa e digital.

Revista USE. 2017 - Todos os direitos reservados.