SOCIAL
To Top

EXPERIÊNCIAS & MEMÓRIAS TANGÍVEIS

É um prazer ter sido convidado para tornar-me colunista da Revista Use Design, com abordagens importantes sobre arquitetura e toda cadeia produtiva. Com atuação nacional, a revista serve este importante instrumento da sociedade. De forma especial, quero agradecer aos diretores, Marcelo Colaço e Sol Andreassa por este nobre convite, para dividir o que conheço com os leitores da USE DESIGN, bem como, com meus alunos das universidades as quais leciono, aos colaboradores e as pessoas que me acompanham nas redes sociais e outros.

Neste espaço, dissertarei sobre comportamento, e a transformação pela qual o mundo passa, correlacionando a arquitetura & design, que nada mais são, que linguagens. O design interpreta os anseios das pessoas, aplicando em qualquer instrumento ou objeto que nós usamos em nosso dia a dia: uma cadeira, mesas, cabides, em um chuveiro, carros, leitos hospitalares, roupas, pratos e talheres; não há limites. Uma leitura do comportamento humano e o design – sua utilização e otimização.

 

“Quando falamos de experiências, nós falamos sobretudo de memórias”.

Refletindo sobre este alinhamento, um dos temas que mais tem me atraído ultimamente, é a transformação pela qual passam os indivíduos, e em especial, os jovens.  O comportamento da geração Y, e as demais gerações digitais que mudaram fortemente o modus operandi do consumo e os entendimentos de uso e experiência. A preocupação hoje é muito intensa em relação aos projetos e plantas arquitetônicas: vislumbrar encontros entre pessoas e suas experiências. Propiciar um ambiente acolhedor, humano, inteligente e aberto, trará novas e positivas experiências; e quando buscamos seu real significado, fica claro, que tratam-se de memórias. A melhor forma de criar um registro positivo, é tocar suas memórias. Cheiros, sabores, texturas, temperaturas e outros, “startam” os gatilhos mentais. Bons exemplos temos em restaurantes acolhedores, salas de jantar especialmente preparadas para bem receber, com mobiliários bem posicionados, confortáveis e belos – um encontro ao centro do ambiente, com circulação de ar e luz naturais, promovendo assim, um bem estar quase intangível: discreto, elegante e intimista.

 

SINERGIA

Dois pontos fundamentais na elaboração dos projetos é a funcionalidade de cada uma das áreas, e a sinergia com os demais ambientes. Um exemplo interessante que estende-se aos mobiliários, equipamentos e demais utensílios, é a flexibilidade de uso; quanto mais os usuários desejam a independência, mais buscam lugares abertos, para que tenham a multiplicidade de escolha e uso.

 

FUNCIONALIDADE & ARTE

Não menos importante, está ligada a essa minha tese de design funcional, e vai além do conforto: estilo, design, inovação e formas. Um sofá absolutamente sinuoso, fora dos padrões convencionais, onde as paredes podem ficar livres, somente ocupadas por arte. Afinal, a arte é um dos instrumentos mais poderosos para gerar experiências diferenciadas; um eixo estratégico nesse grande e novo trabalho, da experiência do encontro – que são os dois vetores máximos de onde queremos chegar com os projetos.  Todos os acessórios, prateleiras, apoios, devem formar um conjunto belo, ousado ou fashion – que não necessariamente combinem entre si, mas que te envolvam.

 

MÚLTIPLAS EXPERIÊNCIAS

Um bom projeto se inicia com uma boa história. Qual é a narrativa que você quer contar com sua proposta? Aonde você quer chegar? Não apenas dizer que você quer chegar, (o que já seria um fantástico encontro e uma boa experiência), mas qual encontro e qual experiência? E muitas vezes, encontrar o quê? Não apenas quem, mas o quê e quem conjuntamente – onde queremos chegar com isso?  Muitos dos restaurantes do futuro terão uma história do entorno daquele local onde ele está sendo construído ou reformado: vamos imaginar que aquele bairro tenha uma tradição italiana, como acontece no noroeste de Curitiba, onde existe um núcleo desta origem.  Já visitei vários lugares do mundo, e recentemente, Singapura, onde provei uma delícia de bairro, (que é caótico e super rico ao mesmo tempo), onde tem uma “mini Mumbai” dentro; é uma mini Índia – onde você pode experimentar os pratos do restaurante, encontra consultórios, ou um espaço onde você corta seus cabelos, hábitos e culturas que são muito fortes, e estas são experiências reais!

Embora vivamos em um mundo antagônico, cada dia mais, creio que todos buscam experiências verdadeiras, ou seja, novas realidades.  Não adianta criar em Amsterdã, um bar que possui características de Salvador, embora o proprietário até goste muito, quem vai para Amsterdã quer experimentar as sensações locais, conhecer o cotidiano, transitar e compartilhar.  E então, podem perguntar: mas como acontecem as experiências, por exemplo, em uma região como no bairro Liberdade em São Paulo, que possui uma comunidade gigantesca de japoneses e asiáticos; como é “criar” em uma região com tantas características culturais? Sempre que houverem raízes, geografia, e microclima, onde possamos identificar matizes, nós teremos de fato, vivências reais de um povo, e haverá possibilidade de realizar essas transições, o que despende cuidados intrínsecos.

É muito interessante dividir conhecimento com vocês leitores, espero que este seja um canal aberto para trocas. O grande objetivo deste espaço é compartilhar experiências, arquitetura, design, gastronomia, viagens e muitas outras situações. Um olhar antropológico e extremamente abrangente.

 

PAULO OCCHIALINI MANCIO

Executivo Sênior com experiência técnica, desenvolvimento e comercial da AccorHotels South America.

 

facebook.com/paulo.mancio.7

paulo.mancio@globo.com

instagram.com/paulo_mancio/

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Arquitetando com Paulo Mâncio

A Revista USE é uma publicação inédita no Brasil sobre o design intrínseco nas mais variadas peças do mobiliário, decoração e artigos de desejo que traduzem nossa relação com o mundo e tudo o que nos cerca.

Portal - No portal vocês poderão conferir notícias atualizadas diariamente sobre o mundo da decoração, suas inovações e tendências.

Revista - Com publicação quadrimestral, a revista impressa reúne o que há de mais inusitado do mundo do design com distribuição em todo Brasil, tem duas versões: impressa e digital.

Revista USE. 2017 - Todos os direitos reservados.