SOCIAL
To Top

E se a nossa casa fosse do tamanho do mundo? Reflexões com o designer Lao Napolitano no Espaço Índigo Comgás

E se a nossa casa fosse do tamanho do mundo? Este é um dos questionamentos que fazem o designer Lao Napolitano, da Lao Design, e Guilherme Ortenblad, do Zoom Arquitetura, com o Espaço Índigo Comgás, que é a porta de entrada da CASACOR SP deste ano. No projeto, eles reuniram elementos, à primeira vista inconjugáveis, como natureza, tecnologia e concreto, em um ambiente que poderia ser uma sala de estar de uma residência, mas é um lugar público. 

“Precisamos deixar para trás essa ideia de ‘dentro e fora do ninho’ e começar a se sentir em casa em qualquer lugar público do planeta, porque ele nos pertence e nós pertencemos a ele”, considera Napolitano. “É claro que isso é um processo, que as cidades precisam estar prontas para serem mais ‘gentis’, mas cabe também a cada um começar a provocar as mudanças”, completa.

A intervenção começa do lado de fora, com a instalação de um piso drenante e bancos de formas irregulares, feitos de madeira engenheirada, também conhecida como CLT (sigla em inglês para Madeira Laminada Cruzada), e paraciclos metálicos. O paisagismo, assinado por Eduardo Chagas, da Seiva Arquitetura e Paisagismo, está presente na calçada e envolve toda a área interna. 

Plantas nativas e exóticas, especialmente de espécies que nascem em locais inusitados, como em rachaduras no asfalto, estão suspensas sobre tubos de aço que delimitam a praça, sobre os antigos guichês do Jockey Club de São Paulo e no entorno das árvores.

A ideia, segundo Napolitano, é mostrar a força delicada e serena da Natureza. “É a vida que brota em qualquer lugar, alheia a nós, humanos, que insistimos em ocupar o planeta impondo nossas vontades”, avalia o designer. 

Na praça, dois espelhos d’água são margeados por bancos, feitos de madeira engenheirada, assim como o mobiliário externo, repletos de curvas pensadas para acolher tanto os que querem conversar, como os que buscam privacidade. 

A dança do fogo

Um dos grandes atrativos ambiente é a “dança do fogo”, que ocorre em alguns momentos do dia, nos espelhos d’água. De furos em tubos de aço, conectados a caixas de som, saem chamas produzidas por gás natural, que dançam conforme a vibração da música. No projeto, o experimento conhecido como “Tubo de Rubens” representa a possibilidade de coexistência entre tecnologia e natureza. 

Onde:Jockey Club de São Paulo. Avenida Lineu de Paula Machado, 1075.

Quando:de 28 de maio a 4 de agosto, de terça a sábado e feriados, das 12 às 21 horas.

Sobre a LAO: empresa especializada em soluções ecológicas para áreas de lazer, prática esportes e infraestrutura urbana. Com madeira certificada e materiais reciclados, produz playgrounds, equipamentos de ginástica, bancos e estruturas de madeira, como pontes, passarelas, mirantes, deques e pergolados, entre outros. 

 

 

 

Por Claudia Sá | Gauche

Imagem: Divulgação

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Acontece

A Revista USE é uma publicação inédita no Brasil sobre o design intrínseco nas mais variadas peças do mobiliário, decoração e artigos de desejo que traduzem nossa relação com o mundo e tudo o que nos cerca.

Portal - No portal vocês poderão conferir notícias atualizadas diariamente sobre o mundo da decoração, suas inovações e tendências.

Revista - Com publicação quadrimestral, a revista impressa reúne o que há de mais inusitado do mundo do design com distribuição em todo Brasil, tem duas versões: impressa e digital.

Revista USE. 2017 - Todos os direitos reservados.