SOCIAL
To Top

Artefacto inaugura loja em Belém com Mostra 5 Senses

Está aberta a temporada oficial do melhor da mobília nacional tipo exportação. Nova unidade da tradicional marca reúne grandes nomes da arquitetura em ambientes para ver, ouvir, sentir, tatear, degustar – e se inspirar

Pode-se chamar de sexto sentido. Quando a Artefacto instituiu o formato “ambientes assinados” em seu showroom, mais de 20 anos atrás, o panorama, tanto do ponto de vista do consumo, quanto da percepção do mercado, era bem diferente da forma como se apresenta hoje – ou seja: o feito ajudou a reconfigurar o setor mobiliário no País. Pioneira em sua seara e sempre enxergando a concorrência pelo espelho retrovisor, a marca evoluiu a passos largos ao longo de suas mais de quatro décadas de história sem jamais desapegar do DNA handmade que carrega no nome e que sempre diferenciou seus produtos, até atingir a liderança em móveis outdoor no sul dos Estados Unidos, defendendo qualidade à toda prova embalada pela integridade do desenho. Com relacionamento único com os arquitetos mais expressivos do trade, não à toa, a Mostra Artefacto transbordou das fronteiras corporativas para garantir um lugar de prestígio no calendário oficial das grandes exposições do setor. Com 20 lojas pelo Brasil e 3 nos EUA, a estreia oficial acontece no dia 03 de outubro, no showroom de Belém, com 10 profissionais que apresentam propostas contemporâneas compostas, produzidas e arranjadas exclusivamente a partir do acervo da grife – uma lição de estilo e outra de atemporalidade. São soluções de interiores cuidadosamente elaboradas, atuais e plurais em diferentes leituras, mas interpretadas com certo savoir-faire que alinhava e caracteriza um lifestyle sofisticado e contemporâneo, pautado por formas e desejos orgânicos, para muito além da plástica: matérias-primas poderosas e sustentáveis recortadas em design cosmopolita, ergonomia impressionante, conforto, durabilidade irrepreensível e uma injeção de conteúdo que tem tudo a ver com os novos tempos. “Na edição 2019 da nossa tradicional Mostra, convidamos alguns dos melhores arquitetos, decoradores e paisagistas para, cada qual à sua maneira, interpretar os móveis orgânicos e intemporais da Artefacto em projetos que têm como inspiração a visão, o olfato, a audição, o paladar e o tato. Esse exercício de olhar para dentro de si e de se compreender primeiro, para somente depois entender o resto do mundo (quase um sixth sense) aponta para o fato de que nunca vivemos tão interconectados, nem a comunicação se deu em tempo tão real. Everywhere”, explica Paulo Bacchi. “Nesse contexto, os sentidos definem as experiências que temos na vida e as memórias que carregamos. Algumas são lembranças visuais, como recortes de um vídeo; outras podem ser engatilhadas por aromas que nos colocam em transe – ou pode ser uma música que te faz sorrir/chorar; talvez um sabor inesquecível de uma viagem idem; ou, com sorte, o abraço de quem te ama. As personas e suas interações consigo próprias, com os outros e com o planeta assumem o protagonismo nos ambientes inspiradores assinados por grandes profissionais”, finaliza o CEO do brand que, esse ano, aposta nos 5 senses como tema de sua expo que vai rodar todo o país em versões regionais.

Ana Perlla e José Junior

@perllaetjr

Foi no ocaso dos anos 1990, com infuências do maximalismo e ao mesmo tempo usando traços contemporâneos, que o duo belenense Ana Perlla e José Junior se jogou no mundo da arquitetura. “As cores são muito fortes em nosso trabalho. As paletas ora são vivas e solares, terrosas, ou neutras com contrastes de claro escuro”, explica ela sobre o estilo que abraçaram. Em 2019, já com algumas mostras na bagagem, eles chegam para despertar os cinco sentidos atacando por todos os lados, tática que inclui do contraste de cores na fachada do espaço, passando pelas mangueiras plantadas no entorno e ainda abarca o barulho dos carros na redondeza. “As telhas pintadas na cor titan, exclusividade Artefacto que traz contemporaneidade à marca, é um dos destaques do que é exibido neste ano”, comenta ele. Na seleção de peças Beach & Country, brilham as poltronas Kamari e Corumbau, além do pufe Annam.

Benedito Netto

@bnettodesigner

O designer Benedito Netto se declara um apaixonado pelos materiais naturais. “Nos meus projetos sempre estarão presentes pedras, madeiras e muito verde. Tudo isso adaptado à realidade e à necessidade do cliente”, frisa ele, que desde 2014 atua em Belém e em diversas cidades do Pará. Estreante na Mostra Artefacto, ele desenhou para esta edição um terraço gourmet com 40 m². O espaço, bem fiel ao seu estilo, abriga paredes amadeiradas que fazem um contraponto rústico à sofisticação dos móveis e aos revestimentos. O conjunto ainda tem peças de artistas plásticos como Zoca e Pietrina Checcacci, que agregam singularidade à composição. A escolha pelos tons neutros, como o bege e cinza, evidenciam as cadeiras Carrie na cor ameixa. Destaque também para a flexibilidade do mobiliário: a escrivaninha Enzo virou uma mesa bar e o buffet Kainz foi transformado em apoio para o módulo Escape.

Bertrand Tenónio

@bertrand_interiores

Os elementos naturais associados ao mobiliário fresh são duas características sublinhadas no estilo do designer de interiores Bertrand Tenório. Nascido em Macapá e com outras passagens pela Mostra Artefacto, ele soma 15 anos de trajetória que começou bem cedo, quando atuava em lojas de design contemporâneo. Para esta edição, ele imaginou um requintado lounge gourmet com 75 m². Sofisticado, o ambiente é o casamento perfeito entre um livign confortável, um jardim de inverno, uma sala de jantar + ilha gastronômica. E nem é preciso dizer que o paladar é o sentido soberano absoluto do lugar, ele todo um autêntico convite ao pecado da gula. Destaque para o balanço Ipê, que carrega a assinatura de Sergio J. Matos, designer mato-grossense radicado na Paraíba, que enfeitiça pela imponência e pela brasilidade das formas e dos materiais. Os sofás Illi também dão bossa ao espaço.

Caíque Lobo

@caiquemlobo

Burle Marx, Di Cavalcanti, Aldemir Martins e Dina Oliveira são alguns artistas com obras materializadas no loft Raízes, criação do arquiteto belenense Caíque Lobo para esta edição da Mostra Artefacto Belém. O estar + dormitório com office + sala de banho, tudo combinado em tons neutros, ativa os sentidos dos visitantes pela composição de texturas, pelo conforto visual, pelo apelo ao paladar – este último representado pelo bar montado sob a cômoda Drake –, pela diversidade de perfumes e ainda pelo barulhinho de água corrente. Aqui também entra o cuidado com a iluminação, um campo que Caíque domina: além da formação em Arquitetura, ele é especializado em light design. “Os elementos naturais também estão muito presentes na minha criação, onde toda essa mistura de texturas se torna fundamental para o efeito final”, justifica. As mesas Louise e Paloh injetam sofisticação ao conjunto.

Daniel Vinhas

@danvinhas

O designer Daniel Vinhas passa ao largo do minimalismo tão em voga. “Amo cores, texturas, formatos e estampas. Uso muito design consagrado, antiquário e artes em meus projetos”, explica ele que, desde que fugiu do curso de arquitetura para se jogar no planejamento de interiores, já soma quase 20 anos de labuta. Para o recinto que apresenta em sua terceira Mostra Artefacto, o belenense pinçou referências colorimétricas da obra do arquiteto Luís Barragán, único mexicano a ganhar o Prêmio Pritzker. No hall e na escada da mostra, ele dispôs um mix de formas geométricas e cores intensas, como o amarelo, o vermelho e o azul. Para incrementar a experiência sensorial, contou ainda com o

apoio visual de frutas como abacate, pitaya e abacaxi. No layout, destaque para o forro com recorte irregular. Por fim, peças como a mesa Kham, a poltrona Petrer e o sofá Jean enaltecem a decoração.

Fábio Castro

@fabiocastrobyuniversocasa

O belenense Fabio Castro fez sua estreia no universo do decor aos 8 anos, na ocasião em que modificava os móveis de casa de seus respectivos lugares para compor novos formatos. Bem precoce. De lá para cá, o decorador aprimorou esse instinto e transformou o que era vocação em profissão. Com um trabalho que tem como assinatura a combinação entre móveis clássicos e o apego ao bem-estar, ele apresenta em sua segunda passagem pela Mostra Artefacto Belém um combinado de living + sala de jantar com forte pegada contemporânea. “Pensei em um ambiente para acionar os sentidos pelo toque dos tecidos com texturas finas, além de despertar a visão com cores sóbrias e agradáveis

ao olhar”, comenta Fabio, que aponta o bom gosto e a qualidade dos móveis como os destaques. A poltrona Pol e o banco Vivika estão entre as peças que fazem o arranjo ficar mais afinado.

Fátima Rego

@fatimavrego

Com mais de 30 anos no funcionalismo público, foi só depois que os filhos ficaram independentes e saíram de casa que Fatima Rego se jogou no design de interiores. A virada na profissão, depois dos 50, representou a realização de um sonho antigo. “Acho que nasci gostando de arquitetura”, explica ela, já em sua quarta Mostra Artefacto na capital paraense. Para coroar sua primeira década de uma carreira de sucesso, ela apresenta na edição 2019 um lavabo feminino. A proposta ousada tem a missão de ativar a visão, o tato, a audição e o olfato pela combinação de perfumes, texturas, sonoridades e a disposição de peças com um apelo clássico. A seleção de móveis tem como destaques a mesa de chá Trieste, que recepciona os visitantes com um belo arranjo de flores, mais o banco Tappo e a poltrona Mandarin, que funcionam tanto como apoio para acomodar acessórios quanto assento para breves descansos.

Larissa Chady

@larissachadyarquitetura

Há 25 anos no metiê, a arquiteta Larissa Chady tem como característica de trabalho o desenho de ambientes funcionais e uso de poucos materiais. “Sempre acabo me voltando para uma linha contemporânea em tons neutros e cores apenas pontuais, valorizadas por objetos e obras arte de qualidade”, destaca ela. O estar-vitrine projetado, em parceria com Fabiola Thomaz – profissional braço direito em seu escritório – marca sua participação na Mostra Artefacto Belém. A distribuição de 20 m² tem nos tecidos leves – agradáveis ao toque – um importante elemento sensorial. Com a pretensão de ser elegante e despojada ao mesmo tempo, a planta valida variações de cinza e apresenta aos visitantes objetos sempre à mão, sejam eles livros, águas ou drinks para relaxar. O sofá Oscar e o módulo Maddox, juntamente às peças de arte indígena, incrementam a estética proposta.

Ricardo Siqueira

@ricardosiqueiraarquiteto

Nascido em Belém, Ricardo Siqueira resolveu mudar de ares quando ainda estava no meio do curso de Arquitetura na UFPA. Resultado: partiu para São Paulo e concluiu a graduação no Mackenzie. Parceiro da Artefacto, ele apresenta neste ano um espaço que ganhou o nome de Golden Loft. A proposta do living + dormitório de 70 m² é trabalhar todas as possibilidades do dourado, tom que predomina nos móveis e nos objetos de decoração. “A ideia é acabar com o medo dessa cor, hoje tão bem apresentada e disponibilizada no mercado”, explica ele, que tem a diversidade estética como uma marca de trabalho. “Me instiga sair de um projeto numa manhã e de tarde estar desenvolvendo um outro com características completamente diferentes”, diz. O biombo Sinclair e as mesas Eduardo, dream team Artefacto, deram pegada clean-chic ao arranjo.

Vanessa Martins

@vanessamartinsarquitetura

Formada em Arquitetura pela Universidade Federal do Pará, Vanessa Martins só botou a mão na massa ao regressar do mestrado em Santa Catarina. E isso já está bem perto de completar duas décadas. Chega nesta edição com um living de 44 m² que aposta num mix de conforto, cultura e sofisticação. Uma exaltação ao bem viver. Para o layout, a profissional apostou na comodidade com um estilo mezzo neutro, mezzo clássico. “Sem abrir mão do luxo, o ocupante se sente convidado a ficar no espaço e absorver as sensações que a decoração tem a intenção de transmitir”, defende. A mistura de matérias-primas nobres como o mármore, o aço, o couro, a madeira, além das diferentes texturas de linho e veludo chancelam o decor. O sofá São Paulo e as poltronas Poline e Belgravia escalonam o bem-estar ao primeiro plano.

SERVIÇO

Artefacto Belém

Avenida Gentil Bitencourt, 643 – Nazaré

Belém / PA

Funcionamento da loja: segunda a sexta, das 10:00 às 19:00. Sábados, das 09:00 às 14:00

 

 

 

Por Priscila Morrone

Imagem: Marco Antonio

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Acontece

A Revista USE é uma publicação inédita no Brasil sobre o design intrínseco nas mais variadas peças do mobiliário, decoração e artigos de desejo que traduzem nossa relação com o mundo e tudo o que nos cerca.

Portal - No portal vocês poderão conferir notícias atualizadas diariamente sobre o mundo da decoração, suas inovações e tendências.

Revista - Com publicação quadrimestral, a revista impressa reúne o que há de mais inusitado do mundo do design com distribuição em todo Brasil, tem duas versões: impressa e digital.

Revista USE. 2017 - Todos os direitos reservados.