SOCIAL
To Top

Arquitetura Legal: Muito além da estética

‘Desconhecida por muitos, a Arquitetura Legal visa garantir que a edificação esteja totalmente aderente à legislação local’

Normalmente, quando falamos sobre a arquitetura e o trabalho do arquiteto, tendemos a direcionar nosso olhar para a estética dos espaços. A arquitetura, sob o olhar menos técnico do cidadão comum, se traduz essencialmente na sua camada mais externa, notada sempre que a harmonia, equilíbrio e beleza saltam aos olhos.

Visto muitas vezes, de forma simplificada, como um artista, poucos sabem que é o arquiteto que trata das diversas questões objetivas pertinentes a funcionalidade dos espaços, pensando não só na lógica e organização destes, mas também em todos os fatores técnicos e operacionais que permeiam o dia a dia de uma edificação. Questões relativas ao fluxo e permanência de pessoas, conforto térmico e ambiental, sustentabilidade, novas tecnologias e materiais, fazem parte dos desafios cotidianos deste profissional.

O trabalho do arquiteto contempla ainda o urbanismo, sendo responsável também por desenvolver projetos que visem melhorar a vida dos cidadãos, incluindo demandas relacionadas à mobilidade, utilização dos espaços públicos, cidades inteligentes, etc.

Muito além da estética, em uma camada ainda mais profunda da arquitetura, quase desconhecida e, quando não, esquecida, temos a chamada Arquitetura Legal, que engloba as questões técnicas e legais relativas aos imóveis, abrangendo as normas e as legislações municipais, estaduais e federal que incidem sobre todas as obras, construções e atividades exercidas nestes imóveis, sejam eles residenciais, comerciais ou industriais.

Segundo Fábio Ramos, diretor geral da Plenno Arquitetura, empresa especializada neste segmento, o desconhecimento da arquitetura legal se dá justamente porque ela sai do aspecto estético e funcional tradicional, e se aprofunda no viés regulatório de uma construção. ‘É uma parte da arquitetura que lida com o regulatório imobiliário, visando garantir que a edificação esteja totalmente aderente à legislação local, ou seja, é neste segmento que cuidamos das normas técnicas, leis, decretos, regras, licenças, alvarás, código de obras, enfim, tudo o que envolve a regulamentação do que pode ou não pode ser construído ou reformado na cidade’, complementa o administrador.

Essa área da arquitetura atua mapeando, interpretando e aplicando as diversas legislações relativas às construções, aos imóveis e as atividades exercidas nesses imóveis, e cada município estabelece suas próprias regras sobre o assunto. No Brasil, temos mais de 5.000 municípios, ou seja, mais de 5.000 legislações diferentes, que são atualizadas frequentemente. ‘Cada município possui regras específicas para controlar a ocupação dos espaços na cidade (zoneamentos) e, além disso, há também a incidência das leis estaduais e federal, interligando todo o regulatório imobiliário. Neste ambiente, onde a prefeitura assume o papel de protagonista, procedimentos de reforma, demolição e construção, em sua grande maioria, precisam ser previamente protocolados e aprovados por ela antes que a obra possa ser iniciada, sob pena de multa e embargo’, explica o especialista da Plenno Arquitetura.

——————————————————————————————————————————————————————————

VEJA: ARTEFACTO CURITIBA INAUGURA VITRINES ASSINADAS POR ANA LETÍCIA VIRMOND E THAISA BOHRER

——————————————————————————————————————————————————————————

O desrespeito às regras, muitas vezes gerado pela falta de conhecimento de que elas existem, faz com que o índice de imóveis irregulares nas cidades seja enorme. Grande parte da população acredita que, ao se adquirir um imóvel, pode-se tudo em termos de reformas e ampliações, quando, na verdade, este talvez seja um dos regulatórios mais complexos a que as pessoas e empresas estão sujeitas.

SOBRE A PLENNO ARQUITETURA

Atuando há mais de 10 anos no segmento de Arquitetura Legal e Real Estate Compliance (Compliance Imobiliário), a Plenno Arquitetura é um escritório de arquitetura diferente, que já nasceu com o DNA do regulatório imobiliário urbano. Antes mesmo de o termo Compliance estar tão presente no cotidiano das empresas, o escritório já cuidava dessa questão para seus clientes, mapeando, auditando, gerenciando e tratando todos os riscos imobiliários.

Com um modelo de consultoria completa (360º), a Plenno Arquitetura abrange todos os processos regulatórios imobiliários pertinentes ao imóvel e as atividades exercidas neste imóvel, independente do local ou do agente aprovador, do início ao fim do processo (turnkey). A atuação do escritório vai além de mapear e resolver um problema já existente, mas, principalmente, visa antecipar as adversidades, apontar riscos e sugerir alternativas concretas que otimizem tempo e investimento.

SOBRE A FONTE

Fábio Ramos – Diretor Geral da Plenno Arquitetura. Administrador de empresas com mais de 15 anos de experiência no segmento de Legislação Urbana e Compliance. Atualmente, lidera uma equipe composta por mais de 40 arquitetos, engenheiros, advogados e analistas especializados em Arquitetura Legal e Real Estate Compliance (Compliance Imobiliário).

 

 

 

Por Natalia Fernandes

Imagem: Divulgação

 

 

Somos o Grupo Multimídia, editora e agência de publicidade especializada em conteúdos da cadeia produtiva da madeira e móveis, desde 1998. Envie informações, fotos, vídeos, novidades, lançamentos, denúncias e reclamações para nossa equipe através do e-mail redacao@grupomultimidia.com.br ou entre em contato pelo (41) 3235.5015.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais em Arquitetura

A Revista USE é uma publicação inédita no Brasil sobre o design intrínseco nas mais variadas peças do mobiliário, decoração e artigos de desejo que traduzem nossa relação com o mundo e tudo o que nos cerca.

Portal - No portal vocês poderão conferir notícias atualizadas diariamente sobre o mundo da decoração, suas inovações e tendências.

Revista - Com publicação quadrimestral, a revista impressa reúne o que há de mais inusitado do mundo do design com distribuição em todo Brasil, tem duas versões: impressa e digital.

Revista USE. 2017 - Todos os direitos reservados.